Mauricio Figueiredo

Educação, recursos humanos e o melhor do et cetera

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Grupo Revelação

LAPA 40 GRAUS – SHOWS em ABRIL


.:: Quartas de Abril ::.
Roda de Samba do REVELAÇÃO

https://scontent.fsdu7-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/p480x480/17190422_1299600033420606_7747442200666420445_n.jpg?oh=6587e0fd4804988e39e161753d95a1b6&oe=5939FA49grupo Revelação faz show do novo disco “O Bom Samba Continua”. Considerado um dos grupos mais importantes do samba nacional, o novo CD tem como marca a presença do cantor Davi Pereira. E, ainda, é o retorno da parceria com produtor Bira Haway, um dos mais importantes do gênero. O álbum traz 18 faixas e entre músicas inéditas e outros clássicos do samba, há uma interpretação repaginada do rock “Segredos”, de Frejat, e a nova música de trabalho “Cavalheiro Sonhador”. No show eles interpretam músicas de grandes autores como Arlindo Cruz, Jorge Aragão, Leandro Fab, Sombrinha e Adilson Ribeiro.

Com letras românticas e marcado pelo samba para cima o show acontece no palco em formato 360º com Davi (Voz), Mauro Júnior (Banjo), Rogerinho (Tantan), Sérgio Rufino (Pandeiro) e Beto Lima (Violão). No repertório estão os hits "Vê me escuta", "Caminho das Flores", “Filho da Simplicidade”, "Só Vai de Camarote", "Tá Escrito", "Coração Radiante", "Fala Baixinho", "Deixa Acontecer", "Grades do Coração", “A Gente Pega Fogo”, “A Paixão Me Pegou”, “A Pureza da Flor”, “Na Palma da Mão”, “Ô Irene”, “Agora Viu Que Me Perdeu e Chora/Mulher Não Manda Em Homem”. A abertura do show com o pagode doVirtude.Com no palco térreo a partir das 20h. Nos intervalos, o som na pista fica com os DJ Reizinho, tocando Axé Music e Pagode Baiano.
 SERVIÇO


Lapa 40 Graus - Rua Riachuelo, 97 - Lapa/RJ. Quarta (26 de abril) Horários: Virtude.Com (20h) | DJs (22h às 5h) | Grupo Revelação (1h). Capacidade: 1.200 pessoas. Censura: 18 anos. Cartões de Crédito e Débito: Visa e MasterCard. Estacionamento próprio: Não. Acesso para deficientes físicos: Sim. Internet sem Fio (Wi-Fi): Sim. Telefone: (21) 3970-1338. Reservas de mesas e camarotes: contato@lapa40graus.com.br. Site: www.lapa40graus.com.br. É obrigatória a apresentação de documento com foto e data de nascimento para entrar na casa. Não é permitido o acesso de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados por um adulto. Ingressos: Até às 23h: R$30,00 (Feminino) / R$ 40,00 (Masculino) - sujeito a alteração na bilheteria.   

Embaixador grego

Justiça faz nesta quinta-feira, 27,a terceira audiência do caso 

O juiz Alexandre Guimarães Gavião pinto, da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, vai dar prosseguimento nesta quinta-feira, 27, à Audiência de Instrução e Julgamento das testemunhas e dos acusados no processo sobre o assassinato do embaixador grego Kyriakos Amiridis.
Esta será a terceira sessão de depoimentos realizada pelo magistrado, que tem se estendido em razão do número de testemunhas. Ao todo foram intimadas 35 testemunhas, além dos três réus, que são a mulher da vítima, Françoise de Souza Oliveira, o soldado da PM Sérgio Gomes Moreira Filho e o primo dele, Eduardo Moreira Tedeschi de Melo.
Segundo a denúncia, o crime foi tramado pela mulher do diplomata, que mantinha um romance com o policial. Após atacarem o embaixador na residência, no Condomínio Residencial Bom Clima, em Nova Iguaçu, o PM e o primo transportaram o corpo em um carro que foi incendiado no entorno do Arco Metropolitano, na Baixada Fluminense.
Na audiência anterior, realizada no dia 20, a advogada Sônia Cristina Matilde Moreira do Espírito Santo, irmã do soldado da PM, teve a sua prisão decretada por coação pela promotora de justiça Júlia Jardim, após uma discussão com as testemunhas de acusação que aguardavam para depor.

Ônibus refrigerados no Rio

TJRJ nega aumento de multa para climatização de ônibus



Os desembargadores da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiram na quarta-feira, dia 19, restaurar a multa de R$ 5 milhões, originalmente fixada contra o Município do Rio, pelo não cumprimento da meta de refrigeração de 100% da frota de ônibus da cidade.  Por unanimidade, o colegiado acolheu pedido do município em recurso de agravo de instrumento e reformou a decisão da 8ª Vara de Fazenda Pública da Capital que havia aumentado o valor da multa para R$ 20 mil por ônibus não climatizado no prazo, o que poderia alcançar um total de R$ 60 milhões, já que a prefeitura não cumpriu o acordo firmado para refrigerar todos os 3.990 ônibus das linhas. O prazo venceu em dezembro de 2016. 
Na decisão, o relator do recurso, desembargador Alexandre Freitas Câmara, considerou que o valor da multa deve ser o fixado originalmente. “Entendemos que o valor da multa não poderia ser aumentado. A única coisa que a Câmara Cível fez foi restaurar o valor inicial da multa, sem medidas coercitivas”, acrescentou o magistrado.
Veja a íntegra do acórdão: 
Processo: 0065037-13.2016.8.19.0000

Caso Maracanã

Justiça nega pedido da Odebrecht contra decisão do TCE

Os desembargadores do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) negaram, por unanimidade, o pedido do mandado de segurança da construtora Norberto Odebrecht S.A. contra decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE).  A empresa - que integra o Consórcio Maracanã e fez parte das obras no estádio para a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e a Olimpíada do Rio - pedia a revisão de medidas adotadas pelo TCE para reter verbas da construtora de forma cautelar e alegava não ter sido ouvida no processo.
O Órgão Especial entendeu que cabe a apreciação da Justiça no caso e que o Tribunal de Contas cumpre o papel de fiscalizador, podendo adotar medidas para evitar danos às finanças do estado. O TCE apontou, em auditorias sobre o contrato celebrado em 2010, irregularidades na execução e sobrepreço nas obras do Maracanã em valores que chegam a quase R$ 200 milhões.
Mandado de Segurança nº 0036241-12.2016.8.19.0000

Crise no Estado do Rio

Presidente do TJRJ e magistrados debatem crise fiscal estadual

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Milton Fernandes de Souza, solicitou aos juízes, com atribuição em matéria de dívida ativa estadual, prioridade nos processos de execução fiscal do Estado. O pedido foi feito na manhã de terça-feira, dia 25, em reunião realizada no Salão Nobre. O objetivo do encontro foi debater a crise fiscal do Estado.
“O Judiciário quer colaborar. Fomos procurados por representantes dos outros dois poderes que solicitaram que agilizássemos esses processos. Nós vamos, dentro do possível, acelerar as execuções fiscais no que diz respeito aos atos formais, por exemplo, as intimações, as citações”, disse.
O juiz auxiliar da Presidência, Gilberto Abdelhay, acrescentou que o enfoque será na intimação dos devedores. “Vamos priorizar a dívida ativa estadual porque a crise é mais grave na esfera do Estado”, completou. 
Os magistrados pertencentes a outras comarcas também participaram da reunião, por videoconferência.
MG/MB

"Coisa Ruim"

Eduardo Cunha tem recurso negado após ser chamado de 'Coisa Ruim'

Os desembargadores da 16ª Câmara Cível negaram, por unanimidade, um recurso do ex-deputado Eduardo Cunha contra a Infoglobo Comunicação e Participações, que divulgou um texto do jornalista Arnaldo Jabor que o chamava de “Coisa Ruim” e de um “expert tenaz em acochambramentos e pérfidas brasilienses”. O texto foi publicado em 2014, quando Cunha ainda era deputado federal.
No acórdão, o desembargador Marco Aurélio Bezerra de Melo considerou que não houve violação à imagem ou honra de Cunha, mas sim um relato de como ele é visto por seus colegas políticos.
“Pode-se concluir, notadamente, diante do contexto político, que se trata de uma crônica lírica e humorística, sendo certo que, ao contrário do que afirmado pelo apelante em suas razões recursais, no texto o que é pérfido e dado ao acochambramento é a política brasiliense”, escreveu o desembargador em seu voto.
O magistrado lembrou, ainda, que na época em que o texto foi publicado o ex-deputado já vinha sendo alvo de diversas denúncias de envolvimento em esquema de lavagem de dinheiro e corrupção.
Proc. 0409114022014.819.0001

Lapa 40 graus

20 de abril – Quinta ::.

Trio Mala e Cuia + João Gabriel
Noite de hits do forró e sertanejo pop


Lapa 40 Graus - Trio Mala e Cuia_Foto Reprodução Capa Facebook.jpgA banda Mala e Cuia mostrar que o swing do cavaco e do pandeiro podem resgatar com autenticidade as raízes do forró pé-de-serra, do forró de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Forroçacana, Alceu Valença, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Genival Lacerda, Marinês, Trio Nordestino e tantos outros.  No show, que abre a programação do palco principal, o Mala e Cuia, formado por Beto Argolo (Triângulo e voz), Elton Luiz (Cavaco), Ivan Viana (Sanfona), Rodrigo Osório (Zabumba) e Flávio Santos (Percussão), bota o tempero nas músicas imortalizadas por estes grandes nomes da música popular nordestina.

Na sequencia, João Gabriel se apresenta cantando hits do sertanejo e músicas do seu novo EP "Mais de Mim" como "Coisa De Ex", "Faço Tudo", "Vou Falar Pro Juliano", "Pra Vida Inteira", "Flor da Minha Vida", além de sucessos como "Evidências", "Suíte 14", músicas próprias como "Pra Vida Inteira", “Vai e Vem”, “Moro Até na Lua” e "Hoje Tem". O set list ainda conta com pout pourri, sertanejo clássicos e pop internacional com releitura sertaneja acompanhada pelo acordeom.

Nos intervalos tem DJ Ricardo Bheringuer (Fanática FM) e DJ Nelsinho (FM O Dia). Já no palco térreo tem show a partir das 19h com Alex Roots (forró) e Dr. Zéh (pop).

SERVIÇO
Lapa 40 Graus - Rua Riachuelo, 97 - Lapa/RJ. Quinta (20 de abril). Horários: Abertura da casa: 18h. Forró (23h) | DJs (22h às 5h) | João Gabriel (1h30). Capacidade: 1.200 pessoas. Censura: 18 anos. Cartões de Crédito e Débito: Visa e MasterCard. Estacionamento próprio: Não. Acesso para deficientes físicos: Sim. Internet sem Fio (Wi-Fi): Sim. Telefone: (21) 3970-1338. Reservas de mesas e camarotes: contato@lapa40graus.com.br. Site: www.lapa40graus.com.br. É obrigatória a apresentação de documento com foto e data de nascimento para entrar na casa. Não é permitido o acesso de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados por um adulto. Ingressos: Até às 23h: R$30,00 (Feminino) / R$ 40,00 (Masculino) - sujeito a alteração na bilheteria.

Ciclovia Tim Maia

Prefeitura desiste de recurso e trecho segue interditado

A Prefeitura do Rio e a Fundação Geo Rio desistiram do recurso contra a decisão dada em 1ª instância que mantém a interdição de parte da Ciclovia Tim Maia, entre os bairros de São Conrado e Leblon, Zona Sul do Rio, até que seja feita perícia pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA-RJ) ou pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (COPPE-UFRJ). O recurso foi apresentado à 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. O agravo de instrumento negado foi julgado pelo desembargador Pedro Raguenet.
“Diante do pedido de desistência formulado, bem como por se tratar de direito disponível, restando dispensada a manifestação da parte agravada, tem-se que o recurso perdeu seu objeto”, afirma o magistrado.
As partes alegavam que um laudo técnico conjunto da Secretaria Municipal de Defesa Civil e da Fundação Geo Rio atesta a inexistência de risco na via. Já o Ministério Público Estadual se manifestou contrário e afirmou nos autos que a Geo Rio se mostrou incapaz de fiscalizar o contrato e aceitação da obra na via, e que a empresa contratada "cometeu erro grosseiro". Além disso, o MP sustentou que a realização de controle interno não afasta a necessidade de realização da perícia.
Agravo de Instrumento nº 0052809-06.2016.8.19.0000

Big Brother


Ex-BBB pede habeas corpus contra investigação da Delegacia da Mulher de Jacarepaguá

O ex-BBB Marcos Harter entrou com pedido de habeas corpus para suspender as investigações da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, pela suposta agressão contra Emilly Araújo, vencedora do Big Brother Brasil 17. O cirurgião plástico alega que a delegada Viviane da Costa não tem atribuição para presidir o inquérito e que a vítima, sua namorada no reality show, não representou contra ele.
O juiz Marco Couto, da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá, determinou que a delegada preste esclarecimentos sobre o caso em 72 horas.  Só então ele decidirá sobre a concessão ou não da liminar.  
“Considerando as circunstâncias do caso concreto, entendo que o pedido de liminar deva ser examinado após a Autoridade Coatora prestar as suas informações, já que a inicial veio desamparada de qualquer cópia dos autos do inquérito policial. Por isso, oficie-se à Autoridade Policial, a fim de que preste esclarecimentos, no prazo de 72 horas, sendo certo que o pedido liminar será examinado com a chegada de tais informes” – assinala o magistrado em seu despacho.
Processo nº 0014866-88.2017.8.19.0203

Funcionamento do Uber

Justiça suspende recursos contra o Uber e espera julgamento sobre constitucionalidade de lei

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) suspendeu o julgamento dos recursos de apelação do Município do Rio e do Ministério Público contra a liminar que permite o funcionamento dos serviços da Uber. Como os recursos não foram julgados, se mantém a última decisão e o Uber pode continuar operando. Em sessão nesta quarta-feira, dia 19, os desembargadores votaram, por unanimidade, para que, primeiro, seja julgada a constitucionalidade da Lei Municipal nº 6.016/2016 pelo Órgão Especial do TJRJ, e apenas depois da decisão a Câmara irá apreciar as apelações.
De acordo com a relatora da apelação, desembargadora Marcia Ferreira Alvarenga, a lei sancionada pelo prefeito do Rio de Janeiro no ano passado fere princípios da Constituição Federal, pois trata do transporte individual e particular de passageiros e condições para exercícios de profissões, ambas as matérias de competência privativa da União.
“O Poder Legislativo Municipal nitidamente pretendeu banir o uso de carros particulares para o transporte remunerado, no Municípío do Rio de Janeiro, ao impedir que ele seja realizado em veículos particulares. A contradição de que o transporte particular somente possa ocorrer em veículos não particulares leva à inevitável conclusão de que o Município do Rio de Janeiro teria banido todo um ramo de atividade econômica até então existente, qual seja, o transporte particular individual de passageiros”, destacou a magistrada.
Apelação Cível nº 0406585-73.2015.8.19.0001

São Gonçalo

Justiça concede indenização por queda na escola

Os desembargadores da 2ª Câmara Cível, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), confirmaram decisão em primeira instância e concederam indenização de R$ 15 mil a um estudante que caiu no interior de uma escola municipal, em São Gonçalo. O menino teve traumatismo craniano após escorregar no piso molhado e bater a cabeça na porta de ferro do banheiro.
O autor da ação alega que não foi socorrido pela escola. “Devido à queda sofrida, o apelado ficou internado durante 10 dias, valendo ressaltar que o apelante, em nenhum momento, demonstrou ter prestado o devido socorro ao apelado, que com acentuado calo ósseo na cabeça, teve que telefonar para seus genitores para buscá-lo e conduzi-lo ao hospital”, escreveu o desembargador relator em seu voto.
Processo nº: 0049109.20.2010.8.19.0004